Sexta-feira, 19 de Fevereiro de 2010

... ao desbarato...

Olá a todos.

Obrigada a quantos me continuam a visitar, apesar da falta de novidades.

 

Alguns saberão por experiência própria que a vida nos prega as maiores partidas.

Por mais que saibamos que o caminho é feito de injustiças, às vezes cometemos a imprudência de dar a felicidade como garantida.

E quando o céu nos cai sobre a cabeça, é tarde de mais...

 

Muitos foram os factores que contribuíram para o estacionamento dos meus pinceis.

Confesso que voltei a pintar agora e que continua a dar-me muito gozo...

Mas nada é como foi...

E associada à felicidade de ter pintado, de ter visto reconhecido o meu trabalho, está uma tonelada de coisas que preciso muito de esquecer.

 

Por isto e mais algumas coisas, decidi correr com as provas lá de casa...

Provavelmente, não terei grande sucesso, mas sempre arejo isto.

Resolvi leiloar tudo o que pintei e que ainda mantenho comigo. E quando digo tudo, é mesmo tudo... desde que não tenham sido oferecidos, são vossos, pelos preços que propuserem.

 

Se alguma das telas aqui mostrada vos interessou, chutem um numero.

A maioria conhece os meus endereços mas deixo aqui um para facilitar:

margaridamouraferr@sapo.pt

 

Ajudem-me a pôr uma pedra no assunto.

 

Bem hajam, um abraço


publicado por toda às 11:12
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 9 de Fevereiro de 2009

Ânimo a dois tempos

"Sem ponto de fuga" - acrílico 50x100

 

"Improviso" - acrílico 50x70


publicado por toda às 15:36
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Domingo, 25 de Janeiro de 2009

E fez-se!

                                                                                              (Fotos e edição PL, todos os direitos reservados)

 

Eis o filme da coisa:

 

A correria começou às 14H00.

Carreguei as tralhas no carro e fui buscar a minha amiga São, manager do evento.

Eu: "Ó melher, ainda temos de ir buscar os coisos, que estão no serviço! Não tive tempo de os carregar de manhã, tu sabes bem as voltas que uma tipa tem de dar para ter a vidinha em ordem!"

A São: "Ai Jesus, mas então a que horas é que nós vamos estar no Galitos? Vou cravar o Pedro para ele se encontrar com o Sr. José Alexandre e ficar com a chave!"

Enquanto se faziam os trajectos, de telefone em riste, lá se resolveu a "piquena" dificuldade, que não era dificuldade pois o co-manager já ia a caminho.

Os coisos lá saíram do quarto dos fundos, enfiaram-se na mala e no banco traseiro do carro e lá foram eles passear até à Baixa.

Chegadas "ambas as duas" (hehehehe) com os coisos ao GalitosCaffe, já nos aguardavam os primeiros compromissos com a comunicação social (ah pois é!).

Penduraram-se os ditos num abrir e fechar de olhos, que o Galitos Caffé tem um sistema muito prático de calhas e ganchos em cabos transparentes. Não havia espaço para as onze telas, ficaram duas sobre o piano e a "Teimosia..." a desafiar a sala em cima de uma mesa.

Com o tempo a fluir ao ritmo das pressas mas sem stress, tratámos do catering do evento.

A São passara a manhã de volta dos "forra-estomâgos" e faltou apenas armar os canapés que, dispostos nos pratos "a dar", sobre as toalhas "a dar", fizeram uma mesa elegantíssima! Parecia um filme!!

Os amigos começaram a aparecer, ainda houve tempo para mais uma entrevista e fotos a combinar e pelas 18H30, sensivelmente, o Galitos Caffé tinha a sala muito composta. Era altura de, na presença dos elementos da Direcção do Clube dos Galitos e de todos os que quiseram juntar-se a esta festa, brindar a novos desafios e futuras vitórias.

Fui presenteada com flores e uma serigrafia alusiva a uma das actividades do Clube.

Fui agraciada com os sorrisos e a companhia calorosa dos amigos.

Que mais se pode pedir?

 

Agradecimentos públicos porque justos e merecidos (e principalmente porque eu quero fazê-los aqui!):

Obrigada à minha querida amiga São, que stressou, cansou-se mas não desarmou e empurrou a coisa para a frente com muito pulso e sempre com muita classe. Em retribuição, espero ter contribuído para lhe demonstrar o seu elevado valor a todos os níveis.

Obrigada ao co-manager, Pedro L, que montou, editou e concretizou toda a parte gráfica que sustenta o evento, para além de ter gerido os contactos institucionais e informais com muito profissionalismo.

Obrigada ao meu amor, companheiro, sócio, parceiro e tudo e tudo, que está sempre aqui coladinho ao meu lado, haja o que houver.

Obrigada aos elementos da Direcção do Clube dos Galitos, por terem acolhido a iniciativa e por marcarem presença na abertura.

Obrigada à gerência do Galitos Caffé, actual fiel depositária e promotora das minhas coisas.

Obrigada a todos os amigos que brindaram comigo ontem, em presença ou em espírito.

 

E foi assim, mais um passo deste caminho.

 


publicado por toda às 09:56
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Sexta-feira, 23 de Janeiro de 2009

Pintar de Galo

 

Com o suor da São e do Pedro, aqui a vossa amiga vai mostrar os rabiscos novamente.

 

Desta vez, a coisa vai desenrolar-se na Sede do Clube dos Galitos, em Aveiro e ajuda a comemorar o 105º aniversário daquele clube.

 

Esta vai ser a primeira exposição verdadeiramente pública, em casa.

Os rabiscos vai ficar emoldurados pelas vistas do Canal Central.

Assim haja máquina para registar o enquadramento e mostrar-vos-ei o resultado final.

 

Continuem a torcer por mim, como têm feito.

Obrigada

 

Toda a Pintar de Galo

 

 


publicado por toda às 14:48
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 21 de Outubro de 2008

S/T (pastel seco 15x25)


publicado por toda às 15:04
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

S/T ( pastel seco 15x25)

 


publicado por toda às 14:57
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 1 de Outubro de 2008

Estou e não estou...

 

 

Nem sei como dizer isto...

E também não consigo manter segredo mais tempo.

 

Tenho os coisos expostos desde o dia 26!!!

 

É verdade.

Em condições muito especiais, tenho onze das minhas telas expostas no Claustro do Antigo Convento de Santo António, em Aveiro.

 

Embora o sentimento não seja geral, é bom ver aquela cor a alegrar um local tão cheio de significados, não só pelo seu valor como património como principalmente pela carga emocional que transporta.

 

Até ao próximo dia 03, por alguns e contra muitos,  vou continuar a enfeitar aquela brancura.

 

(Ah e a tal história do amor à camisola aplica-se, digam o que disserem.)


publicado por toda às 18:43
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sábado, 20 de Setembro de 2008

Surpresas ainda não são para já...

 

"Demo"

Pastel seco 15x25

 

 

 

 

"Vaso"

Pastel seco 15x25

 

Ora bem, como é que se puxa a orelha a nós próprios?

 

Primeiro, um abracinho para quantos não desistiram de vir espreitar-me.

 

É verdade que a musa parece ter-me abandonado, mas como diz o meu querido mano, eu não posso deixar-me derrotar por uma musa que me vira as costas!

 

É verdade que era Verão e tenho uma quantidade de coisas para fazer nessa altura. Trabalhei sem rede e fui de férias.

 

Tal como ameacei em post anterior, decidi imitar a minha amiga Sara ( sim, que eu sou uma Maria vai com as outras!) esperançada que na praia me ia dar para "garatujar".

O pastel seco é mais fácil de transportar e comprei, para além de 24 meios-paus do dito, um bloco com o pomposo nome de "caderno de viagem" (tshhhh!).

Assim que trouxe o material da loja e mais uma vez como é típico cá desta vossa amiga, pus-me logo a ver como funcionava a coisa.

Fiquei um bocado desiludida, é certo. Ou foi do modelo, um dos dois girassois que tenho colados na porta do armário da cozinha.

Ainda assim lá foram o caderninho e a caixinha das cores, arrumados num saco todo sopimpa, para os Algarves e tal.

Vieram tal e qual foram.

 

Já regressei ao trabalho e novamente com rede.

Gosto infinitamente mais com rede mesmo quando me enervo e desgasto( rabisquei uma porcaria a propósito e chama-se "mal entendido").

 

 

Quero voltar a fazer as coisas que me dão prazer.

 

Esta semana a minha metadinha disse-me que eu tinha o coiso cheio de teias de aranha.

- Pois tenho, mas não me apetece pintar.

 

Hoje agarrei no bloco e compus o girassol. Fui cruel e atei-o num vaso. Que se aguente que eu tambem tenho os meus atilhos.

E rabisquei algo com cor, num clássico moderno com a doçura no olhar, como a minha metadinha. (Se me leres, é para ti assim que eu compre um fixador para lhe pôr!)

 

E prontus, afugentei as coitadas das aranhas.

  


publicado por toda às 19:34
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Segunda-feira, 14 de Julho de 2008

Intervalo, aparentemente

Hoje não trago nenhum dos meus borrões.

Até porque há já algum tempo que não borro nada, para além da vidinha.

Devo estar prestes a pegar no coiso outra vez...

Embora a musa tenha emigrado, começo a sentir formigueiros...

A culpa vai ser da Sara!

:)

(Desculpem-me por vos fazer espreitar em vão. Mas por favor, continuem... Um dia ainda vos surpreendo!)

 


publicado por toda às 09:16
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Terça-feira, 29 de Abril de 2008

Colete de forças (acrílico 50x70)

 

Eu bem tento mas isto é como quem me veste um coletinho de forças...

Por um lado sinto-me apertada, constrangida na rigidez destas linhas...

Mas o insucesso dá-me ganas de voltar a insistir.

Um destes dias vou dar comigo a pintar segmentos de recta, tangentes e secantes com a maior das naturalidades...

Ou não!


publicado por toda às 14:34
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Segunda-feira, 28 de Abril de 2008

Reflexos II (acrílico 50x100)

 

"Quando olhas as entranhas de ti próprio

E vês apenas o reflexo do calor a que te permitiste

Perguntas que fogo te consumiu e como te apagaste

Se tanto tinhas para dar e nada deste.

Não julgues que o que vês é o que foste

Porque na verdade não foste nada, foi um logro

E no final nem chama nem cinza

Choras o infortúnio e derretes a negro a luz mortiça."

 

 

 

 


publicado por toda às 15:08
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Reflexos I (acrílico 50x100)

"Não quero mais ser cinzento

Ser o reflexo da luz ou da sombra dos outros

Quero ser a água, o espelho em si

Quero beber as formas, as cores

E quero sentir.

Sentir com estas mãos, com estes olhos

Encher o coração de alegria e cicatrizes

Moldar o corpo ao meu desejo

Soldar a memória a quanto dizes

E não deixar que me levem de ti

Não permitir que cortem o fio

Fazer finca-pé e teimar sempre

Para ser mais eu, para sermos nós

Para haver o hoje e o amanhã."

 

 

 


publicado por toda às 14:51
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sábado, 12 de Abril de 2008

Queen of Spades (acrílico 50x70)

 

As you know, she just gave herself to him.
 
She was brave and strong and needed a king to fight for.
And she just thought he needed a hand. So she offered him her sword, her body and her soul.
 
For many ears, the deal seemed to survive to all of those battles and at the end of each one, they both celebrated their alliance.
And she went on getting hurt and waiting for the wounds to heal. The pain came on and on… and the laughs… and the tears.
Some others kings wanted her to fight their wars. They have eared about her bravery and kindness and they were sure her swords would give them victory.
But she remains faithful to her king, against all odds.
 
But suddenly her charming king just found some others battles to struggle.
So he told her that she would always be his bravest soldier and that he was counting on her till the doom of days… but he had found her queen, the one he was searching for years.
She took this final punch with a smile and kissed his hand respectfully, leaving him to happiness and lust. No words would sort from her mouth, no heaven could be seen on her eyes ever again.
 
The brave queen was ready to fight one last fight.
And she was going to be on that horse again, leading the way.
This time, she would not carry those wonderful swords of hers.
Neither would she ever wear the crown he had given her.
 
For this last battle, she would fight with bare hands.
And even if the ghost of dead was coming to catch her, she would be once more the proud winner.

 

in http://queenofspades.blogs.sapo.pt

 

 


publicado por toda às 21:11
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 12 de Março de 2008

Quem disse que não é possível ser feliz?

Quem disse tamanha barbaridade fui eu...

E como tantas outras vezes, estava enganada.

 

No sábado passado, apesar do grande nervosismo, dei-me conta que sou feliz.

 

Saímos de Aveiro de manhã, depois de entregar o miudo a uma amiga querida.

Seguimos estrada fora, nós e duas amigas, minhas colegas, que trouxeram uma outra amiga.

Almoçámos em Alcaria, Fundão. Foi um almoço descontraído, divertido, pontuado de chamadas de amigos. Confesso que me emocionei ao telefone e que não tive vergonha de chorar à mesa. Ninguém se importou. Comemos "Panela de Forno" e bebemos vinho. Estava calor. Ou era eu que tinha...

 

Chegados a Idanha e ao Centro Cultural, já a minha querida, querida Sandra estava à espera. Colocámos os títulos nas telas, que estavam dispostas nas paredes de uma ampla sala rectangular.

A partir daqui o tempo disparou... não devo ter deixado de sorrir um unico momento... eram os rostos dos amigos, que percorreram centenas de kilometros para me acompanhar, os que tinham prometido que vinham e os que haviam lamentado não poder estar... eram os meus pais, a minha irmã, os primos, os cunhados, as crianças... as senhoras dos grupos da Zebreira e de Penamacor... os ramos de flores, os bombons... os discursos de agradecimento... e o meu amor a filmar e a dar uma palavra a todos...

 

E falei! Consegui falar!

 

Não manifestei publicamente o quanto estou agradecida à Sandra, mas ela sabe que estou... infinitamente agradecida.

Não agradeci aos amigos porque sei que estiveram presentes de coração e conto retribuir-lhes todos os dias.

 

Ao fim do dia, no conforto dos braços de quem me quer tão bem, senti o doce cansaço a invadir-me, um misto de felicidade alcançada e abandono físico.

 

Fui capaz...

Sou capaz.

 

(As palavras não são suficientes para demonstrar como estou agradecida... lembrem-se do meu sorriso, do meu abraço... obrigada.)


publicado por toda às 09:45
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|
Quinta-feira, 28 de Fevereiro de 2008

Parece que agora é que é...

 

Com o grande empenho e toda a energia da minha querida amiga SV os meus rabiscos vão a público no próximo dia 08 de Março, em Idanha-a-Nova.

Por mais que pareça oco, é verdade que nada disto seria possível se eu não estivesse rodeada por pessoas como vós, que me tem dado todo o ânimo e inspiração.

Esta é a hora de muitas revelações, como podem verificar.

Ficam todos convidados!


publicado por toda às 09:27
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Sexta-feira, 8 de Fevereiro de 2008

Um miminho

A cara Lena teve a cortesia de ajudar a quebrar a estagnação que reina aqui no meu coiso. Fico muito contente com o prémio, que agradeço com um grande sorriso.

 

Agora vamos cá transmitir a graça aos blogs que espreito diariamente e que o merecem de verdade e que recomendo vivamente.

A querida Lua de  Sol no seu http://asaspavoar.blogs.sapo.pt/ ;

A grande Mikas com o seu http://milcores.blogs.sapo.pt/ ;

A enérgica SV no cantinho http://portadavila.blogs.sapo.pt/ ;

O caro Wings em http://palavrasnuas.blogs.sapo.pt/ ;

A doce Fabiana no seu http://sentimentossoltos.blogspot.com/ ;

O meu fantástico mano no  http://damularussa.blogspot.com/ e

A nossa ragazzina com o http://hologramasdemim.blogs.sapo.pt/

 

 

Regras:
1. Este prémio deve ser atribuído aos blogs que considerem serem bons, entende-se como bom os blogs que costuma visitar regularmente e onde deixa comentários.
2. Só e somente se recebeu o “Diz que até não é um mau blog”, deve escrever um post: Indicando a pessoa que lhe deu o prémio com um link para o respectivo blog; A tag do prémio; As regras; E a indicação de outros 7 blogs para receberem o prémio.
3. Deve exibir orgulhosamente a tag do prémio no seu blog, de preferência com um link para o post em que fala dele.
4. (Opcional) Se quiser fazer publicidade ao blogger que teve a ideia de inventar este prémio, ou seja – Skynet - pode fazê-lo no post.

 

Agora, façam com isto o que vos aprouver!

 

:))


publicado por toda às 09:35
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 6 de Fevereiro de 2008

Sete estrelo (acrílico 35x70)

 

Mais uma vez as constelações, a lua, o espaço...

As Plêiades, as Ursas, Orion...

O Tudo e o Nada que me cansa e me faz falta todos os dias pares... e ímpares...

 

Quem dera ter uma porta para lá...

 

radio macau - cantiga de amor


publicado por toda às 18:44
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Terça-feira, 22 de Janeiro de 2008

Vulgar (acrílico 50x60)

 

 

 

"Borraste-me a pintura."

 


publicado por toda às 15:58
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 13 de Janeiro de 2008

Um desafio à medida?

A querida milsorrisos teve a gentileza de me incluir nos desafios que lançou após ter respondido a umas perguntazinhas, passando-as aos seus companheiros destas coisas.

Curiosamente, como vos dirão muitas das pessoas que julgam conhecer-me, é um desafio à medida, pois que gosto muito de coisas. Serei uma materialista, e depois? Acreditem que quem mais perde com a mania sou mesmo eu...

Então, vamos lá...

 

 a) 5 bens materiais que tiveste no passado. Já não os tens e sentes saudades ou nostalgia por eles:

1. Um Peugeot 205 CTI, que ainda agora é fonte de muitos sonhos, bons e maus

2. Algumas das peças de roupa que fiz para mim e com as quais julgava que parecia diferente das outras miudas

3. Livros que li e que adorava reler

4. (estranho, não me lembro de mais nada...)

 

b) 5 bens materiais que possuis actualmente, os de que mais gostas e não vives sem:

1. a casa

2. o carro

3. os livros

4. o computador

5. o dinheiro, que embora sendo pouco, me permite manter o que refiro acima

c) 5 bens materiais que pensas adquirir nos próximos 5 anos:

1. um pedaço de terra que me aumente o pátio

2. três fiadas de tijolo que permitam fazer do sotão um outro piso, com milhentas ideias para uma suite, uma sala de pintar e tal e tal

3. um carro igual ao meu, mas outra vez novo

4. um aparelhometro que leia uns dvd de vez em quando

5. seiscentas duzias de botas e sapatos e sandálias e chinelos!

d) 5 bens materiais que gostaste de oferecer a 5 pessoas diferentes:

1. a Psp ao filho, principalmente por ter sido prémio de tão boas notas

2. a câmara de filmar ao sócio que permitiu imortalizar tantos momentos maravilhosos

3. uma tela com a Charola ao meu pai

4. um relógio à Mané

5. uma fita para a guitarra ao Alexandre

 

e) 5 bens materiais que sonhas vir a ter, mas sabes que não vais ter:

1. um Q7

2. um monte no alentejo

3. uma piscina no jardim cá de casa

4. uma exposição em Lisboa

5. umas férias num país tropical, à grande

 

Já mostrei o meu lado puramente materialista.

Façam o mesmo, se conseguirem

porta da vila

milcores

damularussa

hologramas de mim

voar no infinito

tintas e pinceis

 

:))

 

 

creed


publicado por toda às 16:39
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 26 de Dezembro de 2007

Savana (acrílico 70x120)

         

 

Pensamento de fim de ano:

Mais valia não ter pensado.

E não ter sentido.

 

 

Tenham um óptimo 2008 e seguintes...

 

música: http://youtube.com/watch?v=YqR7-kMzfQ0

publicado por toda às 19:48
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

Prendas que não são prendas ( acrílico 2 x 30x30)

 

Uma brincadeira de criança, para uma criança.

 


publicado por toda às 19:45
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2007

Sunflowers (acrílico 35x70)

 

Um presente para quem não precisa de presentes porque é capaz de conseguir tudo o que deseja, tal é a força, a vitalidade e a confiança na vida.

Que tenha sempre saúde para caminhar em frente com essa determinação.

(para a Sameiro, com um beijo especial)

 

música: http://youtube.com/watch?v=ktUSIJEiOug&feature=related

publicado por toda às 18:48
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Shame (acrílico 40x60)

 

Such a shame
Number me with rage
It's a shame
Such a shame
Number me in haste
Such a shame
This eagerness to change
It's a shame

(Talk Talk, Such a shame)

 

música: http://youtube.com/watch?v=4IZyFHG9ZJI

publicado por toda às 17:40
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Esquecido (acrílico 3x 18x30)

 

Andava ali a arrumar o caixote das telas quando encontrei este desgraçadinho...

Desgraçadinho em três actos.

 

Para não deixar isto em banho-maria, como diz uma outra bloguista de letras e de pinceis, resolvi deixar o desgraçadinho em exposição...

Pode ser que colha...

 

música: http://youtube.com/watch?v=ePyRrb2-fzs&feature

publicado por toda às 17:33
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sábado, 8 de Dezembro de 2007

Levantar o véu ou abrir a gabardine!

Eu não tenho lá muito jeito para estas coisas mas não podia deixar de alinhar na proposta que a minha querida amiga SV fez no seu blog http://portadavila.blogs.sapo.pt/ 

Com ânimo, cá vai!

O que te choca: a injustiça e o desperdício

O que te arrepia: giz a riscar mal no quadro, esferovite no vidro

O que te excita: a novidade 

 

O que te solta: bons argumentos 

O que te faz rir: quase tudo, sou sorridente por natureza

O que te faz chorar: quase tudo, comovo-me com facilidade

O que te causa náuseas: sangue de gente viva

O que te falta para seres feliz: provavelmente nada

 

O que te traz infelicidade: não ser aceite como sou

O que te magoa: a mentira e a deslealdade

 

O que desejas: que o meu filho possa sempre orgulhar-se da mãe que tem

O que receias: não conseguir ver o meu filho tornar-se num adulto consciente e responsável

O que não queres perder: as pessoas que amo

O que queres alcançar: a tranquilidade de espírito

 

Uma data que abomines: nenhuma

Uma festividade que adores: o meu aniversário, é mais forte que eu

Uma qualidade que aprecies numa pessoa: boa avaliação de carácter

Uma característica que abomines numa pessoa: a falsidade

Uma mentira que tenhas dito: já disse imensas e pior que isso, omiti verdades... mas nunca para magoar o próximo

Uma nostalgia: a infância

Agora acho que tenho de passar a batata quente a outros...

Os blogs que mais leio já foram nomeados, por isso vou dar lugar a outros, que também espreito e aos quais nunca aqui fiz referência.

1. A minha nova amiga Sara com o seu blog http://tintasepinceis.blogs.sapo.pt/ 

2. O meu mano mais querido no seu blog http://damularussa.blogspot.com/

3. O caro wings com o seu blog http://palavrasnuas.blogs.sapo.pt/

Chega de moer a cabeça aos parceiros...

música: http://youtube.com/watch?v=DFYKZjLD_S4

publicado por toda às 19:52
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Inexorável (acrílico 70x30)

 

Inexorável: (z), adj. m. e f. 1. Que não cede. 2. Que não se move à compaixão. 3. Austero, imparcial.

Inexorável como o tempo e os outros... que nos trituram, nos moem, nos fazem em mil bocados e nem sequer olham para trás para soprar o pó dos nossos restos...

 

música: http://youtube.com/watch?v=Z9nO2enKvU8

publicado por toda às 19:36
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 7 de Novembro de 2007

Life is a rollercoaster (acrílico 100x50)

 

A vida é uma verdadeira montanha russa.

Tão depressa nos leva às nuvens como nos arrasta para as profundezas dos abismos.

Numa corrida contra o tempo, porque nesta viagem não há forma de travar ou voltar atrás, os sentidos elevam-nos e empurram-nos num turbilhão de contrários.

No fim, o trilho simplesmente acaba...

E o que fica é apenas a viagem em si.

 

Tomem fôlego e agarrem-se bem.

E façam figas para que o coração aguente.

 

música: http://youtube.com/watch?v=H79tR7ljQOM

publicado por toda às 19:21
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|
Sexta-feira, 2 de Novembro de 2007

Thorn in my side (acrílico 40x70)

 

Prefiro não dizer nada, para não ser mal interpretada.

 

música: http://youtube.com/watch?v=yhi4bNF-QB0

publicado por toda às 19:43
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Quinta-feira, 18 de Outubro de 2007

Ilusões (acrílico 50x70)

 

Há desilusão sem ilusão?

O sonho é uma ilusão?

Combates o sonho?

 

Não fujas das desilusões,

Elas são o brinde foleiro do prazer de sonhar.

E também fazem de nós aquilo que somos.

 


publicado por toda às 21:06
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Segunda-feira, 1 de Outubro de 2007

Retalhos (acrílico 70x50)

 

 

Não me deu o frenesim, não...

Dei com este aqui esquecido na pasta, deve ser o antepassado do "Patchwork" (hehehe)

 

Ah e não é dedicado a ninguém!

 

Já agora, atem-me os pinceis...

 


publicado por toda às 21:01
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

Estilhaços (acrílico 50x70)

 

Só quando olhamos para trás conseguimos ver os danos provocados, com cada pedrada que atirámos.

Só quando espreitamos o passado vemos as crateras áridas e ocas, com cada bomba que lançámos.

Só quando viramos os olhos para o caminho percorrido percebemos que de tanto arrastar os pés deixámos sulcos que se encheram de raiva e ódio.

 

E continuamos o trilho, com o coração aberto... Tão patetas...

Virados em frente, com recaídas no retrovisor.

 

Mas também...

De costas voltadas não se vê o futuro, como diz o outro.


publicado por toda às 20:44
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sexta-feira, 21 de Setembro de 2007

Patchwork of your heart (acrílico 60x30)

 

Preenche os vazios do teu coração.

Cala a solidão que prezas com a música dos amores fingidos

Grita ao vento que te deixaram aqui, abandonado

E confia que, mais uma vez, um outro coração te devolve o brilho do olhar.

 

Mas não te esqueças:

Retribui o amor que te dedica.

Não na mesma medida nem como contrapartida.

Só porque sim.

 


publicado por toda às 23:52
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quinta-feira, 20 de Setembro de 2007

Sem surpresas (acrílico 30x30 em duas grades coladas)

 

Eu queria elogiar a diferença.

Queria dar cor aos dias menos bons e acalmar o entusiasmo dos dias radicais.

Provavelmente quero só fazer parte.

E continuar a achar que os herois existem, disfarçados de pessoas com virtudes e defeitos.

 

(...para um grande heroi, daqueles que queremos ser quando formos grandes)

 


publicado por toda às 20:48
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Domingo, 16 de Setembro de 2007

Voltar já voltim...

... agora novidades, só quando estiver tudo bem definido.

Depois vos conto.

Ando com ataques daqueles engadanhados... e a falta de jeito para o desenho a dar cabo de mim...

No cavalete estão três telas... ao monte... e no chão mais duas... que me parece que ainda levam mais uma camadita de gesso e zás, tudo de volta ao início...

 

Tenho que pôr a secretária em ordem... quando a cabeça aliviar, a inspiração volta...

... espero eu...

 

Não desanimem, fiquem comigo, preciso das vossas visitas...

 

Bem hajam.


publicado por toda às 21:24
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sexta-feira, 10 de Agosto de 2007

Vou de férias

Mas volto...

Até Setembro.


publicado por toda às 14:34
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sexta-feira, 20 de Julho de 2007

Hoje faço anos

 

Hoje conta mais um no contador da vida.

Não parece nada que a segunda metade já esteja a rolar.

Sinto-me optimista, como sempre.

Afinal, talvez haja felicidade.

E na volta tenho a sorte de ter sido e ser muito feliz.

Parabéns a todos quantos fazem da minha vida o que ela é. Adoro-vos.

 

Guida


publicado por toda às 15:48
link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito
|
Quarta-feira, 20 de Junho de 2007

Outra Paris (acrílico 50x70)

 

Já disse, algures ali atrás, que um dos meus sonhos de criança era conseguir chegar a outros mundos. Para mim sempre foi óbvio que não somos os únicos. Parafraseando um monstro da literatura de ficção científica, se fossemos só nós era um grande desperdício de espaço.

Ora, como os nossos amigos americanos fizeram o favor de me dar cabo desse sonho, invento eu outra realidade. Aproveito e misturo, na essência, uma das cidades que fazem parte do imaginário das pessoas sensíveis e outro planeta.

O pedaço infantil dessa outra Paris é a realidade que podia ter sido. Porque há sempre vários caminhos e aquilo que somos agora é fruto das opções que tomámos no nosso percurso.

 

Um beijo de Parabéns, Mike.

 

tags: ,

publicado por toda às 16:39
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Terça-feira, 19 de Junho de 2007

Pegões Altos (acrílico 70x50)

 

Eu não disse?

Uma única visita nesta altura e todas as aventuras da infância retornam para me fazer sorrir.

Quem dera que o meu filho pudesse divertir-se com a mesma liberdade...


publicado por toda às 19:47
link do post | comentar | favorito
|

Incontornável apelo das raízes (óleo 70x50)

 

Não consigo resistir aos encantos da minha terra.

Eu, que tinha prometido que lutaria contra a divulgação desta tela a qualquer preço...

Mas por favor concedam-me o desconto necessário. É ano de Festa.

Resolvi procurar temas da Festa e de Tomar para pintar, à minha maneira.

No fundo eu gosto daquela cidade e de todas as memórias, até das menos boas, que tenho da minha infância e juventude.

Mas agora, é tempo de Festa dos Tabuleiros.

E viva a Festa!

 

http://www.youtube.com/watch?v=oVjC0-t2-Qg


publicado por toda às 14:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 15 de Junho de 2007

Teimosia ou perseverança (acrílico 50x70)

 

Dedicado ao parceiro.

Ele é o teimoso.

Ou perseverante.

Eu sou a tormenta, o mar revolto.

Virtudes e defeitos.

 

Para ti, meu amor.

 

 

 

música: http://www.youtube.com/watch?v=5G2LtPvPemw

publicado por toda às 21:36
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 4 de Junho de 2007

Alhos e bugalhos (acrílico 80x60)

 

Ou cebolas.

Ou amendoas.


publicado por toda às 19:46
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sábado, 2 de Junho de 2007

Un altro buco (acrílico 40x60)

 

Já nem sei quantos buracos são...

música: http://www.youtube.com/watch?v=ootm4MHZfp8&mode=related&sear

publicado por toda às 22:15
link do post | comentar | favorito
|

Próprio para adormecer (acrílico 40x60)

 

Sereno com um toque de suspense.

Na volta é como ela, a minha filhota grande.

Ainda não a tinha mencionado neste coiso.

A minha irmã mais nova.

A minha Rita.

O elemento mais refinado da nossa linhagem.

Adjectivos não lhe faltam, é linda, é sensível, é amorosa, defende os animais e as plantas com unhas e dentes, é adepta da vida saudável e conseguiu largar tudo e partir para Londres.

É corajosa, desembaraçada e independente e ao mesmo tempo um bichinho que se enrosca e que só apetece proteger e mimar.

Para mim é sempre a minha pequenita.

Não sei demonstrar, mas adoro-a.

 

música: http://www.youtube.com/watch?v=nrnZSLwfzVs

publicado por toda às 21:53
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Azuis (acrílico 50x70)

 

E agora, só cá por coisas, até mostro aqueles assim "maizómenos!

 

 


publicado por toda às 21:48
link do post | comentar | favorito
|

Depois (acrílico 50x70)

 

Não fico triste.

Não deixo de pintar por causa disso. 

  


publicado por toda às 21:25
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Antes (acrílico 50x70)

Antes, que não Mealhada.

Antes de nos darem com os pés, a mim e à minha manágéra.

Vão arrepender-se.

   


publicado por toda às 21:21
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 25 de Maio de 2007

Para a minha mãe (acrílico 60x80)

 

Obrigada, mãe.

Por todas as lágrimas, por todas as preocupações, por todas as noites sem dormir.

Pelos sorrisos, pela cumplicidade, pelo apoio incondicional.

 

És a mãe mais maravilhosa do mundo. 

 

(... estou outra vez lamechas... são saudades...)


publicado por toda às 19:39
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Segunda-feira, 21 de Maio de 2007

Guess who... (acrílico 50x70)

 

 

Aceitam-se propostas.

Prometo que publico todas as tentativas para explicar ou definir o que é isto.

 

 


publicado por toda às 21:48
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

Chocolate (acrílico 50x70)

 

 

Gulosa, eu. 

música: http://www.youtube.com/watch?v=k-W7Vcchkb0&mode=related&sear

publicado por toda às 21:45
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sexta-feira, 18 de Maio de 2007

Real q.b. (acrílico 50x70)

 

Parece óbvio.

É colorido, é tranquilo.

É real. É carregado de pormenores, embora discreto.

É acolhedor e apelativo.

Mas é também uma carrada de ondas, de curvas aleatórias.

Como se fosse um  sonho.

É a verdade, os pés assentes na terra e as nuvens do céu.

 

Para a Mikas.

Vénia a uma Grande Mulher.

Beijo  


publicado por toda às 12:30
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Maio de 2007

Qualquer coisa sobre criar raízes (acrílico 70x50)

 

As pedras, os pesos e as opções têm algo em comum.

Carregam-se.

Equilibram-se.

Suportam-se na esperança que não se abatam sobre nós.

 

Às vezes o truque é ter raízes.

Ou não.

 

(...não faço sentido, mas não sei como ajudar a segurar...) 

música: http://www.youtube.com/watch?v=1lBq8SQBZ5k

publicado por toda às 09:03
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 2 de Maio de 2007

Square one (acrílico 50x70)

 

 

Getting squared?

Hum hum...

 

Hope. Sea. Blue sky. Sand.

Hope Islands. 

música: http://www.youtube.com/watch?v=40_rnzF8VWg&mode=related&sear

publicado por toda às 18:51
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Thinking blogger award

 

A nossa Fabiana, no seu blog "Voar no Infinito" - http://sentimentossoltos.blogspot.com, resolveu honrar-me com a sua nomeação para este prémio.

Ainda que isto possa constituir mais uma forma de linkar sites e construir listagens de endereços, sinto-me verdadeiramente lisonjeada com esta nomeação.

Primeiro porque milhares de pessoas lêem a Fabi, tal como eu, e só o facto de ela me mencionar vai trazer-me mais visitas. Depois porque ela é uma pessoa adorável e se me escolheu, alguma coisa boa eu devo ter feito.

Sem a Fabi saber, é bem capaz de me ter trazido um prémio muito mais importante.

Afinal, não sou só defeitos.

 

E agora, a outra parte e o fim último destas nomeações: os cinco blogs que eu leio sempre que abro o pc! E que me desculpem os restantes, aqueles que, sendo espreitados frequentemente e provocando também gargalhadas e reflexões, já não cabiam nesta listinha tão "piquena".

- No fundo da garrafa - http://nofundodagarrafa.blogs.sapo.pt

- Voar no Infinito - http://sentimentossoltos.blogspot.com

- DaMula - http://damularussa.blospot.com

- Hologramas de Mim - http://hologramasdemim.blogs.sapo.pt e

- Morte sem dor - http://mortesemdor.blospot.com

 

A ideia é incluir os nomeados no mesmo tipo de brincadeira, portanto, autores dos blogs acima mencionados, façam um esforço e juntem-se à coisa! Copiem o sêlo e façam as vossas escolhas nos vossos coisos!

( sei que nomeei quem me nomeou e não foi a retribuir, é a pura das verdades... se a fabi não contar, ponham lá o Mil Cores - http://milcores.blogs.sapo.pt/ faxabôr)


publicado por toda às 18:26
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Domingo, 29 de Abril de 2007

Alguém me ajude!!!!

A minha querida e "boua" Fabiana fez a gentileza de me nomear no seu blog, convidando-me a fazer parte dos milhares de coisos que ostentam o selo "thinking blogger award".

Portanto, para todos os efeitos, eu já estou nomeada!!!!

Agora, o que eu precisava mesmo era de saber como se coloca o dito no coiso!

Até porque já sei, nem sequer é preciso pensar muito, quais são as minhas nomeações. Basta abrir ali os favoritos e transcrever os blogs que lá estão e que eu espreito, religiosamente, sempre que abro a maldita máquina.

Espero que haja uma ou duas ou três alminhas caridosas que me ajudem nesta hora difícil.

Agradecida desde já.


publicado por toda às 21:47
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 22 de Abril de 2007

Psicotécnico (acrílico 50x70)

 

 

Com espátula, com rolo e finalmente com os dedos. 


publicado por toda às 13:12
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Metades de uma ( acrílico 2x 60x90)

 

Não sei desenhar, como é notório.

Por isso, pedi que me fizessem o decalque.

Depois acertei o contorno e pintei.

 

Duas metades de um todo. 

música: http://www.youtube.com/watch?v=DVX4ErBu54Y

publicado por toda às 13:06
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 18 de Abril de 2007

"Força Mini dá-me a tua camisola" (acrílico 40x60)

 

 

Calor, luz e esperança.

É um trabalho de uma outra fase, ainda a experimentar.

Está no quarto do Mini.

Nenhum outro lugar seria mais adequado.

Ele não sabe mas é calor, luz e esperança.

O meu calor, a minha luz e a minha esperança.

A minha vida, o meu maior amor.

 

(... vou buscar uma musica das que tu gostas, para acompanhar a tela...)  

música: http://www.youtube.com/watch?v=j_0LxnmL3OE

publicado por toda às 14:51
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 10 de Abril de 2007

Infinitos minados (acrílico 50x70)

Estou de férias.

E não me perguntem para que servem as minas! 

música: http://www.youtube.com/watch?v=HqbdL6l1liM

publicado por toda às 21:25
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 30 de Março de 2007

"O quê, o quem, o quando e o como" ou "Uau, o gabinete do chefe está lindo!" (acrílico 40x60)

 

Aquilo que nós fazemos melhor.

Cada um com a sua cor, a sua contribuição.

Todos com o mesmo objectivo.

E o gozo que nos dá quando temos sucesso...

Este é dedicado a todos quantos fazem ou fizeram parte da equipa. 


publicado por toda às 19:07
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sexta-feira, 23 de Março de 2007

O lado dramático (acrílico 50x70)

Todos temos os nossos dramas.

Quando não temos, tendemos a dramatizar.

E dramatizamos no sentido puro.

Escrevemos guiões, encenamos, cenografamos e somos protagonistas.

Uns mais credíveis, outros mais rebuscados, alguns ainda com nítida falta de jeito.

Mas actuamos como num palco.

Já os géneros são necessariamente opções quase sempre conscientes. Ou consequentes.

Por mim, embora prefira a comédia, acabo sempre por alinhar em versões "light" de consagrados sérios.

Nunca ganhei nenhum prémio. E duvido que obtenha, alguma vez, um aplauso geral.

Conheço poucos que tenham agradado sempre à plateia.

Mas o lugar que nos impõem é lá, no palco.

Infelizmente.

(O bicho sangrou a meio do percurso... deve ser um filme de terror...) 

 


publicado por toda às 19:18
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 9 de Março de 2007

Dores de crescimento (acrílico)

Este é de uma piquena, filhota de um dos amigos.

Era um bébé, agora é um naco.

Tenho este defeito, acarinho os filhos dos meus amigos como se fossem meus sobrinhos, pronto!

E como não me dou mal, insisto...

É outro defeito...

 


publicado por toda às 19:49
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

O buraco que a São levou (acrílico 50x70)

Afortunados aqueles que tem amigos.

Eu tenho um punhado deles... mas em bom!!!

A minha São é um exemplo disso.

Forte, aquela franga! Com um espírito!

Eu sei que ela tem as suas quebras, claro... Mas tambem, uma pintaínha contra tamanha tempestade, pudera!

O importante é que a franga amainou a tormenta. E navega com coragem, por qualquer tipo de águas.

Ânimo e força, amiga! 


publicado por toda às 19:43
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Fogo! (acrílico)

Era o fogo porque ele gostava daquilo.

Mas ele gosta sempre daquilo em que se empenha a fundo.

Depois sofre quando pensa que não está à altura.

No fogo ele chegou ao topo. Não se deitou à sombra, que nisto dos incêndios um  gajo nem tem tempo de se deitar!! Continuou, seguro, adquirindo mais e mais saber.

Mudou-se, agora completamente, corpo e alma, para a nossa beira.

Os fogos são uma boa recordação.

Mas o empenho e a dedicação são os mesmos aqui, onde o calor do alvo é diferente.

Só se desorganiza mais por dentro.

Grande amigo, sempre disponível.

Grande Carlitos!

É bom ter-te por perto.

Abracinho

 

 

 

 


publicado por toda às 19:35
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 4 de Março de 2007

Amsterdam (acrílico 40x60)

Make trade fair.

(Numa coffeeshop: olhe, queria uma cerveja, cerveja não servimos, porra, posso fumar uma ganza e cerveja não há? "doris fom fom")

:)))

música: http://www.youtube.com/watch?v=iQTqyTQFd-s

publicado por toda às 15:04
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Water hole ( acrílico )

Também gosto de buracos na água.

Redemoinhos.

Lembram-me o "funil" de água que se formava debaixo da antiga ponte de madeira.

Coisas de criança.


publicado por toda às 14:59
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Molhe (óleo 15x20)

De uma fase anterior.

Quando ainda parecia melhor disfarçar a marca pessoal.

 


publicado por toda às 14:56
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Canal (acrílico 50x70)

Faltou-me o beije.

E os pássaros ficaram com penas a mais.

Parece que é um problema comum, as penas a mais.


publicado por toda às 14:54
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 25 de Fevereiro de 2007

Trompe l´oeil (acrílico 60x100)

Quem não tem mar do outro lado da janela, inventa-o.

 

 


publicado por toda às 12:14
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Estampido (acrílico 50x70)

Cavalos.

Força, pânico, suor, ajuda.

Espírito de manada, de igual entre iguais.

Espuma de determinação.

 


publicado por toda às 12:05
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2007

Muito negro (acrílico 40x60)

 

Mesmo muito...

Quase terrível.

 

 

 


publicado por toda às 10:37
link do post | comentar | favorito
|

Floresta Mágica (acrílico 50x70)

 

 

Não me escondo...

Nem me mostro.

 

 

 

 


publicado por toda às 10:33
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sinuoso (acrílico 50x70)

                                                        

Quem?

Eu??

 


publicado por toda às 10:22
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 6 de Fevereiro de 2007

Metroespiritual (acrílico 40x60)

Uma fonte constante de dor, de sensações, de dilemas interiores, de toques reprimidos, de necessidade do outro e de solidão...
Vários depósitos, sedentos dessas dores e desses sentires, dispostos a recolhe-los e acolhe-los e até partilhá-los, deixando-os correr para outro depósito ávido de toques imaginados, de amores calados e de calor sufocado.
Ele
e o resto do mundo. 

( o texto era apenas a apresentação... por falta de algum melhor, fica assim...) 


publicado por toda às 13:04
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Segunda-feira, 5 de Fevereiro de 2007

Inside (acrílico 50x70)

Raiva.

Por ser assim.

Por provocar tanta dor.

Por causar uma lágrima que seja.

Por ter a certeza que apesar da consciência do mal que precipito, não vou mudar.

Não mudo o suficiente e devia detestar-me por isso.

 

(...)

Love me like a baby, love me like an only child
Love me like an ocean; love me like a mother mild
Love me like a father, love me like a prodigal son
Love me like a sister, love me like the world has just begun
Love me like a prodigy, love me like an idiot boy,
Love me like an innocent, love me like your favorite toy
Love me like a virgin, love me like a courtesan,
Love me like a sinner, love me like a dying man.

Annihilate me, infiltrate me, incinerate me, accelerate me, mutilate me, inundate me, violate me, implicate me, vindicate me, devastate me

Love me like a parasite, love me like a dying sun
Love me like a criminal, love me like a man on the run

Radiate me, subjugate me, incubate me, recreate me, demarcate me, educate me, punctuate me, evaluate me, conjugate me, impregnate me, designate me, humiliate me, segregate me, opiate me, calibrate me, replicate me

Sting - Inside

 

 


publicado por toda às 15:37
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sinistro (acrílico 50x70)

Sinistro como em esquerdo.

Esquerdo por oposição a direito, a certo, a correcto.

Mas do lado do coração.

 

 


publicado por toda às 15:31
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 15 de Janeiro de 2007

Uma data de inseguranças (acrílico 50x90)

Avariou-se-me o interruptor na semana passada...

Nem tinha reparado nisso, tão ocupada andava com os problemas dos outros.

Sempre os problemas dos outros.

De repente, olhei e não vi.

Ou melhor, vi... tive uma ligeira esperança.. e depois... nãaaaaa...

E enganei-me.

Como pude não ver?

Só podia ser culpa do interruptor das inseguranças.

Estava "on".

Mas já passou... espero não ter feito estragos definitivos.

Que isto das semelhanças, dos avessos e das inseguranças não mata mas amolenta.

Um pacto antigo não perde facilmente a validade.

 

 


publicado por toda às 19:34
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sábado, 30 de Dezembro de 2006

Time and time again (acrílico 3/18x25)

Time and time again.
Time and time again.
Time and time and time again.
I can't please myself.

Ohhhh yeah.
I can't please myself and I, I can't please nobody else and...
Time again.
Time and time again.
Time and time and time and time again.

I can't please myself.
No no no no...

(Counting Crows )

 

Tenham um óptimo Ano Novo

 


publicado por toda às 17:53
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 27 de Dezembro de 2006

Going (acrílico 50x100)

Não sei para onde vão...

Mas seguem sempre...

Eternas jornadas.

 


publicado por toda às 15:37
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 20 de Dezembro de 2006

Ela disse que era segredo (acrílico)

Quente.

Outonal.

Em segredo, a coberto duma qualquer camuflagem.

Discreto.

Suave.

Doce e mimoso.

Dejà vu.

 

 


publicado por toda às 16:53
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 6 de Dezembro de 2006

Com sensos (acrílico)

Esta foi pintada, em Junho último, para uma grande Mulher.

Uma Mulher de bons intímos, de consensos, sensível e atenta.

Uma pessoa que lidera, ainda que com doçura, um bando de pardais.

Que nunca se passe e deite metade deles abaixo a tiros de pressão de ar. Alguns bem mereciam.

Para si, com o maior respeito...

 


publicado por toda às 21:58
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Terça-feira, 5 de Dezembro de 2006

Desfocada??

Estarei a ficar pitosga de todo?

Ou é desajuste das lentes?

Parecem-me todos desfocados.

Das duas três: ou é dos olhos ou do monitor....

Raispartissem isto!


publicado por toda às 16:53
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Estandartes (acrílico 90x60)

Pausa nos pensamentos sinuosos... ou o diabo qu´os carregue...

Pintei este no domingo passado.

Devaneio de cor que só depois de pronto me sugeriu o nome que lhe dei.

E porque ontem o meu mano fez anos, são estandartes de Victória.

(trocadilhos do camandro! hehehehe... )

 

 


publicado por toda às 11:48
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Domingo, 3 de Dezembro de 2006

Sonhos calados (acrílico 40x50)

Dizem eles que sonhar ainda é grátis e que é o sonho que comanda a vida.

Não podia estar mais de acordo.

Mas os sonhos, ainda que não passem disso, têm de ser sonhados em silêncio?

É pecado ou falta grave sonhar? Ou admitir que se sonhou? Mesmo com a consciência de que não passou apenas de um sonho? Que foi apenas uma partida da mente e dos seus corredores sinuosos?

Já sonhei imenso. Continuo a sonhar. Na verdadeira acepção da palavra. E na outra.

Dos sonhos, uns e outros, politicamente correctos, posso falar.

Dos outros tenho de calar.

Com grande pena minha.


publicado por toda às 16:54
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Sábado, 25 de Novembro de 2006

Alerta anti-esquecimento

(E.P. acrílico em painel 40x50)

Os "palhacinhos" servem apenas para ilustrar o pensamento do dia.

Hoje apetece-me tornar público que agradeço, todos os dias, interiormente, às pessoas que, ao longo da minha vida, me amaram.

Sei que sou afortunada por ter tido ou ainda ter esses amores.

Só não sei se teria sido capaz de amar alguém como eu... e muito menos de o fazer durante tantos anos.

 


publicado por toda às 12:16
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 21 de Novembro de 2006

Batalhas ganhas (acrílico)

Desta já tinha saudades...

Voltei a revê-la hoje, ao fim de dois anos bem entregue à amiga que a inspirou. 

Serviu para lhe fazer uma homenagem a ela, à sua força e determinação.

Serve sempre, para mim, para demonstrar que a batalha dela e de tantas mulheres,  apesar de hercúlea, foi vencida. Porque é possível vencer batalhas, por mais difíceis que se apresentem, quando se é grande de espírito.

Não sei se fiz pela minha amiga, durante essa batalha, tudo quanto ela precisava. Mea culpa. Mas não passa um único dia em que eu não pense nela com grande orgulho.

Por cada sorriso com que nos presenteaste durante as tuas provações, um muito obrigada.

És uma grande Mulher.

(para a Mizé, com um abraço)

 


publicado por toda às 21:41
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Domingo, 19 de Novembro de 2006

Strong (acrílico 90x60)

 

 

Pintei esta ontem de manhã, quando cheguei a casa.

Não era bem nisto que estava a pensar e as cores iniciais hão-de surgir numa outra ocasião.

Mas desta vez, saiu assim... como tanta coisa nesta vida que não era exactamente desta ou daquela forma que a tínhamos imaginado, que nos merece esforço, empenhamento e dedicação e que no fim, resulta diferente. E de cujo resultado, afinal, gostamos. Gostamos tanto que reflectimos sobre se, afinal, vale a pena estabelecer metas assim tão bem delineadas. Talvez seja preferível apostar no essencial do que queremos e apreciar os pormenores de cada conquista, por si, como um prémio surpreendente. Talvez poupe nas desilusões.

Ou não...  

[ ao som de Chasing Cars - Snow Patrol (obrigada rato, meu amigo) ]             

música: http://youtube.com/watch?v=cVo2LOncgMc

publicado por toda às 15:15
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Domingo, 12 de Novembro de 2006

Blue buildings (acrílico 65x55)

 

(...)

It's 4:30 A.M. on a Tuesday
It doesn't get much worse than this
In beds in little rooms in buildings in the middle
of these lives which are completely meaningless
Help me stay awake, I'm falling...

Asleep in perfect blue buildings
Beside the green apple sea
Gonna get me a little oblivion
Try to keep myself away from myself and me

I got bones beneath my skin, and mister...
There's a skeleton in every man's house
Beneath the dust and love and sweat that hangs on everybody
There's a dead man trying to get out
Please help me stay awake, I'm falling...

Asleep in perfect blue buildings
Beside the green apple sea
Gonna get me a little oblivion baby
Try to keep myself away from me

 

Counting Crows - Perfect Blue Buildings

 


publicado por toda às 12:24
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sábado, 11 de Novembro de 2006

First hole (acrílico 40x50)

Hoje começo a saga dos buracos.

Não sei exactamente quantos buracos já produzi... estou pior que o George Lucas...

Este foi mais ou menos assim:

"Ah e tal, porque prometeste uma tela aos miudos e a casa está a estrear e devias cumprir..."

"Tá bem!"  E pronto, numa tarde solarenga, apareceu isto...

Deve ter sido um dia normal, em que eu era uma mulher absolutamente normal. Por isso é que a outra dizia que qualquer um pinta uma coisa destas.

Mas eu tenho é queda para este tipo de sinistro. Ou então, já fui toupeira, noutra vida.

Whatever...

 


publicado por toda às 21:44
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 10 de Novembro de 2006

Óleo negro (óleo 50x40)

Intenção de ontem para post de hoje.

Cansaço, raiva, impotência...

Não sei exactamente que pequeno drama interior inspirou esta tela.

Mas é óbvio que era violento.

A agressividade, em sentido literal, regressa, a espaços.

Ontem era assim.

Mas já passou.


publicado por toda às 19:11
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sábado, 4 de Novembro de 2006

5 Martes (acrílico 50x40)

Esta é dedicada a Plutão.

Para castigo, e em compensação, arranjei mais quatro Martes para fazerem companhia ao planeta que ainda (repito, ainda!) faz parte do nosso sistema solar.

Se se lembram de me interromper a ladaínha, fico possessa.

E para mim, o pequeno Plutão vai ter sempre lugar no meu imaginário.

Eu, que sonhava ainda ter tempo e oportunidade para explorar a última fronteira, não vou deixar que me encolham ainda mais o horizonte.

Cinco Martes, pois então!

 

música: http://www.youtube.com/watch?v=bL7w85kJ0vE

publicado por toda às 18:15
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|
Sexta-feira, 3 de Novembro de 2006

Patrocinador precisa-se

Comecei a pintar em 2000, depois de ter recebido um cavalete e uma caixa de tintas como prenda de Natal.

Sempre fui dada às minhoquices do bricolage e o parceiro deve ter achado que pintar podia ser uma forma de me distrair e ter um passatempo.

A primeira tela que pintei demorou meses. Era um painel grande a óleo, talvez 80x60 e "retratava" um monumento que é património da Humanidade. E que por acaso é um dos ex-libris da minha terra. Ficou tão lindo ou tão feio que me escusarei, com todas as minhas forças, a mostrá-lo em público. Mas o meu pai gosta. Os pais têm destas coisas.

O segundo trabalho primou pela modéstia. Quer no tamanho, quer no objectivo. Convenhamos que me saí francamente melhor. Mas também, o mar e a lua, de noite, são fáceis de pintar.

Depois parei. Por falta de tempo que era gasto noutros projectos, por desencanto com a demora dos trabalhos a óleo, sei lá.

Regressei à companhia dos meus queridos pinceis e tintas em 2004/05.

Descobri as vantagens do acrílico que, apesar de não oferecer texturas tão ricas em cor, me permite colocar na tela em tempo record aquilo que me vai surgindo. Porque, como em muitas outras coisas da vida, eu empenho-me mas gosto de ver resultados. De contrário, esmoreço.

E tem sido assim.

Não sei ao certo quantas telas tenho espalhadas por aí. A maior parte delas foi pintada propositadamente para o actual proprietário. De algumas não tenho sequer foto.

Ultimamente, surgem-me ideias em catadupa. Já nem dou vazão.

Tenho de arranjar um patrocinador!

 


publicado por toda às 14:35
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

Castanhos (acrílico 50X40)

                

Aqui ainda andava a tentar conformar-me com a minha falta de jeito para o desenho.

Talvez por isso tenha feito um par. Na dúvida, ficam já dois. Depois, logo se vê.

E foi o que se viu.

 


publicado por toda às 14:21
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 2 de Novembro de 2006

Espiral (acrílico 60x50)

Não se trata de nenhuma prova de um qualquer teste psicotécnico.

Nem tão pouco um exercício ao estilo Professor Amba, para hipnotizar os incautos e obrigá-los aos mais estapafúrdios comportamentos.

É apenas introspectivo.

Porque a maior parte das vezes é preciso dar milhentas voltas para atingir o âmago da questão. Mesmo quando a questão é apenas o nosso eu.

O amigo a quem o ofereci, porque foi para ele que o pintei, já chegou ao cerne de ele próprio. Não tem grandes dúvidas existenciais. Mas continua a fazer o percurso interno da espiral. Quando se é metódico por natureza, não se descuram exercícios de verificação. Não vá o Diabo tecê-las. Outra vez.

(... esta é uma pequena homenagem à grandeza desse amigo essencial)

música: http://www.youtube.com/watch?v=CQZwagq_VBs

publicado por toda às 10:47
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Quarta-feira, 1 de Novembro de 2006

J´aime (acrílico 30x25)

Sou uma mulher de fases.

Passei horrores com a plataforma dos 30. Aos 29,75 já tinha como certo que o mundo ia acabar no dia fatídico e pesava todo o meu percurso, medindo as fracas possibilidades que, julgava eu, se colocariam à frente. Achava que tinha vivido pouco e que nada tinha conseguido. Aos 30,01 reparei que ainda era uma criança. Olhei para trás, ri-me dos meus dramazinhos e avancei.

Acreditam que aconteceu tudo de novo, com mais ardor, aos 39,75????

Foi terrível. Pintei isto.

Já me ri e já empreendi de novo a caminhada.

Acho que sou feliz.

Pelo menos estou nessa fase.

 

música: http://www.youtube.com/watch?v=U6wrtxq5LVA

publicado por toda às 21:43
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Bolas (acrílico 50x40)

Este deve ser o que tem o nome mais original e inusitado!

Não são balões, são bolas mesmo.

É cor tratada com a raiva de um garfo. Literalmente.

Mas como não rumino as minhas dores, já não me lembro que raiva era...

Sou uma alma a cores.


publicado por toda às 21:24
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 31 de Outubro de 2006

Quem o feio ama... ( acrílico 3 x 18x25)

... bonito lhe parece...

Não sei porque me lembra aquele provérbio.

Porque ali a minha Vénus tripartida, para além de  feminina, é bela. Ou talvez a beleza lhe seja tambem intrínseca. Daí não precisar de parecer bela segundo os padrões em vigor.

Este é o tríptico que defende a teoria.

Façam como eu digo, não como eu faço.

música: http://www.youtube.com/watch?v=OsdkGHX9Vqo

publicado por toda às 16:27
link do post | comentar | favorito
|

Banhos (acrilico 50x40)

Este é o lado "Império Romano".

E perguntam vocês, que raio é um lado "Império Romano"?

Hum.

É o nosso imaginário Quo Vadis e Ben Hur, ora...

Aquela parte de nós que se imaginou já num jantar romano, deitadinhos naquelas cadeiras/camas, a comer uvas até mais não e a ser abanados afanosamente por um mestiço digno de uma passarelle de Gaultier. Nós as mulheres com o cabelo entrançado e com aqueles vestidinhos drapeados, a cair (cai sempre lindamente, aquele tipo de trapos) e os homens ainda na fase máscula e bruta, com os biceps untados e saltitantes. A segunda parte deste sonho obrigatório toda a gente sabe como decorre.

Se estão a trabalhar, não divaguem demasiado! É capaz de se notar!

 

 


publicado por toda às 09:35
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 30 de Outubro de 2006

Isto era para ter um sócio

E dizia o sócio sócio: "Quem, eu??"

Claro que não, um sócio nestas coisas dos pinceis e das telas, mas um daqueles talhados à medida.

E o escolhido tem tudo para ser o sócio perfeito.

Para já pinta lindamente. Mas pinta a sério, coisas que parecem coisas, ou vegetais, ou animais. No caso dos vegetais, só tem um senão: pinta-os com casca.

O que nos leva à segunda característica maravilhosa. É tímido. Teme que a sua expressão revele ao mundo os seus medos, as suas inseguranças. E lamenta não conseguir soltar os pinceis. Como se isso fosse alguma doença.

O meu sócio, que será sempre o meu parceiro nestas coisas ainda que nunca o consiga convencer a trazer aqui os seus trabalhos,  é um dos grandes impulsionadores desta montra.

A ti, meu caro Pokemon, obrigada.

Fico à tua espera por aqui.

 


publicado por toda às 18:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Catástrofe (acrilico 60x40)

Um dos meus exercícios preferidos é pintar alguém... ou no mínimo, pintar para alguém.

Este pintei-o a propósito da amizade estranha que tenho por uma alma extraordinária.

Como essa amizade se faz num percurso calcorreado a par, sempre à distância de mais de um braço, para um destino inimaginável, surgiu isto.

Para o meu poeta intermitente, cá vai.


publicado por toda às 16:36
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Primeiro a razão... agora a justificação

Sim, já sei que devia ter-me apresentado e introduzido a intenção desta coisa.

Mas como este blog pretende servir apenas para mostrar o que me sai do pincel, da espátula e dos dedos, nada melhor que mandar um dos meus Generais à frente.

Aqui vão ficar, então, com maior ou menor relutância, trabalhos meus, frutos do mau feitio e dos sonhos diários de uma mulher igual às outras. Em alguns dias, mais igual que noutros.

Um dia, vou perder a timidez...

Apostamos?

(Para ti que me empurraste nestas lides, que tens estado sempre ao meu lado e com quem tenho criado as melhores coisas, um beijo eterno)

 


publicado por toda às 16:26
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

.mais sobre mim

.ouçam isto

.Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
20

21
22
23
24
25
26
27

28


.posts recentes

. ... ao desbarato...

. Ânimo a dois tempos

. E fez-se!

. Pintar de Galo

. S/T (pastel seco 15x25)

. S/T ( pastel seco 15x25)

. Estou e não estou...

. Surpresas ainda não são p...

. Intervalo, aparentemente

. Colete de forças (acrílic...

.arquivos

. Fevereiro 2010

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.tags

. todas as tags

.links

.espreitas

blogs SAPO

.subscrever feeds